Vantagens e desvantagens da cobertura de policarbonato

Afinal, você sabe o que é uma cobertura de policarbonato? Muito versátil e flexível, esse material é recomendado para várias aplicações no ramo da construção civil e da arquitetura, principalmente em ambientes externos que precisam ser cobertos. Para aproveitá-lo ao máximo, no entanto, é fundamental conhecer bem as suas propriedades.

Pensando nisso, veremos neste texto quais são as principais vantagens e limitações desse tipo de cobertura, além de algumas dicas de aplicação e de quando você se deve evitá-la. Continue lendo para conferir!

O que é o policarbonato?

No geral, esse termo é usado para se referir a um grupo de plásticos transparentes e amorfos. Sua composição permite a transmissão interna de luz, de forma semelhante ao vidro. Também por isso, os polímeros de policarbonato são usados em uma grande variedade de materiais, como vidro à prova de bolas, lentes de óculos, DVDs e equipamentos médicos e automotivos.

Ao mesmo tempo resistente e leve, esse material tem sido usado em cada vez mais aplicações, como copos de bebida, malas, escudos policiais, painéis de instrumentos, liquidificadores, canetas, telas de LCD e óculos de mergulho, entre muitos outros exemplos. Hoje, o policarbonato pode ser encontrado em três tipos: compacto, refletido e alveolar.

A cobertura de policarbonato

Por ter um alto grau de transparência, esse material também é muito utilizado para cobrir ambientes que priorizam a boa iluminação. Assim, as coberturas de policarbonato são estruturas que garantem um alto grau de transparência e elevada resistência a impactos, para proteção contra chuva, sol e demais intempéries.

Qual é a diferença entre a cobertura de policarbonato e a de vidro?

O policarbonato e o vidro podem parecer concorrentes, mas cada um se adéqua melhor a diferentes situações. A melhor escolha dependerá do projeto arquitetônico, e algumas características dos materiais ajudam a informar essa decisão.

O vidro é um material mais nobre, mais caro e bem mais pesado — a estrutura para suportar uma cobertura de vidro precisa ser bem mais resistente. Ele oferece conforto acústico, absorvendo melhor o barulho da chuva, por exemplo. Além disso, como retém mais calor, é ideal para a cobertura de estufas, mas pode deixar abafados ambientes com outras funções, especialmente em climas mais quentes. Finalmente, o vidro é um material 100% reciclável.

Já a cobertura de policarbonato é bem mais leve e mais resistente, não trincando com facilidade. Ela transmite luz natural com eficiência e mantém essa transparência mesmo após muitos anos de exposição ao sol. A produção do plástico, contudo, não é totalmente amigável ao meio ambiente.

Quais são as vantagens de usar a cobertura de policarbonato?

Como dissemos, o policarbonato é um material muito versátil e utilizado em diversas áreas, como automobilística, indústria, medicina, arquitetura, construção civil, entre outras. Vejamos, abaixo, as suas principais vantagens.

Redução dos gastos com energia elétrica

Por apresentarem alto grau de transparência — que pode chegar a 89% — as coberturas de policarbonato são muito utilizadas em ambientes em que se deseja manter uma boa iluminação, mesmo após a instalação de uma cobertura. Como a luz natural é aproveitada durante quase todo o dia, os gastos com energia elétrica são consideravelmente reduzidos.

Proteção anti-UV

Lentes de policarbonato são comuns em óculos escuros, por conta da sua propriedade de bloquear a luz ultravioleta (UV). Pela mesma razão, seu uso em coberturas protege quem está no ambiente dessa radiação. É mais seguro para a pele e para os olhos tomar sol debaixo de uma cobertura de policarbonato do que na praia, por exemplo.

Conforto térmico

Essa proteção anti-UV contribui ainda para que a perda de transparência do material seja retardada — além de proporcionar maior qualidade térmica ao ambiente, já que a radiação ultravioleta é uma das principais responsáveis pelo calor vindo da luz solar.

O policarbonato também tem menos condutibilidade térmica do que o vidro. Isso significa que ele não deixa os ambientes abafados. Então, se você quiser um ambiente mais arejado e reduzir os custos com ar-condicionado, o policarbonato é uma excelente opção.

Redução de gastos com manutenção

As chapas de policarbonato são muito fáceis de instalar e trocar, o que reduz o seu gasto com manutenção. Também são muito resistentes a impactos, reduzindo ainda a frequência dessas manutenções. Só para você ter uma ideia, uma chapa desse material é, aproximadamente, 250 vezes mais resistente que um vidro de mesma espessura, e cerca de 30 vezes mais sólida que o acrílico.

Leveza e versatilidade

Mesmo sendo 250 vezes mais resistente que vidros de mesma espessura, o policarbonato é 50% mais leve, proporcionando maior economia em aspectos relacionados à estrutura da cobertura. Além disso, mesmo sendo resistente, seu uso e aplicação ainda são simples.

O policarbonato pode ser curvado a frio, que o torna um material flexível e facilmente instalável. Assim, suas chapas podem ser instaladas em diversos tipos de ambientes e se adaptam a estruturas de aço, alumínio ou madeira, disponíveis ainda em várias cores.

Bom aspecto estético

Coberturas de policarbonato também valorizam o ambiente do ponto de vista estético e arquitetônico, tanto por proporcionarem luminosidade natural, como dissemos, quanto por permitirem a utilização em diversas curvaturas, sem a necessidade de nenhum tipo de emenda.

Não propaga chamas

O policarbonato é um bom isolante elétrico e tem propriedades resistentes ao calor e retardantes de chamas. Por essa razão, é usado em vários produtos associados a eletricidade e telecomunicações, inclusive smartphones. Essa cobertura de policarbonato evita a propagação de fogo, e, em caso de incêndio, libera menos gases tóxicos do que o acrílico, por exemplo.

Quais as suas desvantagens?

Restrição de temperatura

As coberturas de policarbonato não devem ser utilizadas em ambientes que atinjam temperaturas superiores a 120 ºC. O material só pode ser empregado em faixas de temperatura que vão de -30 ºC a 120 ºC.

Exigência de cuidados específicos

As chapas não podem ser limpas com materiais abrasivos ou à base de amoníaco, para que o material não seja riscado ou danificado. Portanto, em locais com exposição constante a esses agentes, é mais indicado utilizar sombreamentos.

Como instalar essa cobertura?

O ideal é que a instalação seja feita por profissionais autorizados ou recomendados pelo fabricante. Assim, você evita problemas e não perde a garantia do produto. Quando necessário, as chapas e telhas de policarbonato devem ser cortadas com uma serra elétrica que tenha dentes finos, e devem ser presas na bancada para evitar danos devido a vibrações durante o corte.

A fixação da cobertura deve ser feita por meio de perfis de alumínio com gaxetas de neoprene ou EDPM, para que o material não seja danificado. Além disso, o filme de proteção ultravioleta deve ficar na parte de cima.

Enfim, viu como a cobertura de policarbonato é uma excelente opção? É sempre importante investir em produtos que ofereçam um bom aspecto visual, elevada durabilidade e resistência, além proporcionar economia energética. Por tudo isso, o policarbonato é uma ótima escolha para locais como áreas de lazer, piscinas e varandas, por suas propriedades de resistência, flexibilidade, proteção anti-UV e conforto térmico!

Agora, se este artigo foi útil para você, aproveite para conferir também estas 5 vantagens de investir em cobertura para estacionamentos e aprenda como conquistar e manter mais clientes!

Deixe um comentário
Share This