Como reduzir os custos do condomínio

Ações simples podem causar impactos positivos no bolso de todos os moradores e diminuir os custos do condomínio.

 

“Levanta a mão quem quer economizar na conta do condomínio”! Com certeza o número de pessoas que levantaria a mão seria grande, mas na hora de começar o trabalho, as coisas não são bem assim e as pessoas normalmente esperam que o outro assuma a função por completo. Executar projetos que envolvem uma mudança de postura e de cultura, pode não ser fácil, mas com boa vontade e algumas dicas é possível ter sucesso.

Continue com a gente e veja como você pode propor soluções que irão beneficiar a todos os vizinhos e ajudar a reduzir os custos do condomínio.

 

Troque todas as lâmpadas das áreas comuns

Troque as lâmpadas incandescentes ou fluorescentes das áreas comuns do seu prédio por lâmpadas de LED. Em longo prazo, a economia valerá o investimento, que inicialmente pode parecer alto.

 

Pinte paredes com cores claras

Nas paredes de áreas do prédio, como halls de elevadores e corredores são indicadas cores claras, uma vez que elas exigem lâmpadas com menor potência, gerando economia no gasto de energia elétrica. As cores mais escuras necessitam de lâmpadas com maior potência e, consequentemente, maior consumo.

 

Instale sensores

Nem todas as pessoas têm o hábito de apagar as luzes ao sair de um local, por isso, instalar sensores que acedem e apagam dependendo da movimentação das pessoas é uma ótima opção. Tente implantar esse sistema nas garagens de condomínios, em halls e corredores, por exemplo.

 

Fique de olho em vazamentos de água

Vazamentos de água podem causar um grande rombo no orçamento do condomínio, por isso, a qualquer sinal de que uma água está vazando, procure por um profissional para que ele resolva o problema, e até que ele chegue, feche o registro.

 

Viu como com algumas dicas você consegue diminuir os custos do condomínio? Além de trocar as lâmpadas, instalar sensores de presença, ficar atento à manutenção de registros e optar por cores claras nas paredes, existem outras diversas alternativas que podem baixar o valor das contas mensais. Para começar, faça uma análise de todos os custos do condomínio e avalie o que realmente é necessário e corte o que não é essencial para o funcionamento do prédio.

 

Gostou dessa notícia? Então compartilhe com seus amigos e não deixe de seguir o nosso blog. Até a próxima!

Deixe um comentário
Share This